quarta-feira, 29 de julho de 2015

A dádiva do amor

Muitas vezes escondido num sorriso ácido e irônico, há, bem no fundinho, uma pitada de amor, muitas vezes em gestos feios e palavras pesadas, há um pouco de doçura. Tantas vezes em olhares assassinos há declarações de amor que somente as mais sábias pessoas são capazes de perceber, e de admirar as diferentes formas de se declarar pra alguém que o ser humano inventa.

Hoje, por incrível que parece eu decidi falar de amor, mas não daqueles amores que as pessoas supostamente demonstram todo o tempo, hoje eu vim falar daquele amor bonito, do amor em si, aquele que se prezava no passado. Hoje eu quero admirar aqueles amores que eram tão tímidos que começavam com um sorriso, aquele simples e discreto de domingo a tardezinha depois de ir à sorveteria com os amigos, aquele sorriso delicado, e apaixonante.

Bonito também são aqueles que amam através do olhar, aquele doce e puro, aquele olhar afetuoso e penetrante, o olhar de quem ama, abre mais sorrisos do que qualquer comédia que se vê por ai, o olhar de alguém que ama, penetra, arde e ao mesmo tempo trás a paz que nenhum outro olhar transmite, o olhar de amor transforma não só o dia o momento ou o ano, o olhar de quem ama transforma uma vida inteira.


As formas de amar são inúmeras, mas apenas esse, que é o sentimento mais contagiante do mundo que foi criado do Deus, é capaz de gerar, transformar e irradiar a dadiva mais linda do mundo: A VIDA

5 comentários:

  1. Já te disse e digo mil vezes, estou AMANDO seu blog ❤ Nunca pare de escever. Espero que você tenha muito sucesso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amiga! Primeiro comentário da primeira pessoa que me elogiou! Muito obrigada mesmo, jamais pararei, pois escrever está na minha alma. Em breve teremos mais histórias! hahaha'

      Excluir
  2. Muito bom Amanda! Amo falar de amor.♡♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Tia Maria! Também gosto muito <3

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir