quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Um breve agradecimento

Antes de te conhecer, eu não entendia as canções, dormia bem todas as noites, não me importava com as minhas roupas, esquecia o celular, tinha pensamentos livres e horas vagas. Meu coração era saudável, lento, constante. Eu não tinha febre psicológica, crise emocional, stress acumulado, nem carência afetiva. Não tinha ciúme ou ódio. Eu sempre tinha a razão, não aguentava reclamações, não planejava tantas coisas boas e bobas. Antes de você eu não morria de saudade, não era tão bem-humorada, não me preocupava em fazer alguém feliz, em cuidar de alguém. Eu não sabia sequer que um abraço curasse tanta dor, que o mundo cabia num sorriso, e que era possível gostar tanto de uma pessoa.
 Agora, depois de tanto tempo que você se foi, descobri que nada é como antes, tipo aquela música "Nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia, tudo passa, tudo sempre passará". E hoje, eu sei que passou, e que mesmo que nada volte a ser como era antes, eu pelo menos descobri que o jeito que eu julgava errado é o meu jeito certo, portanto, obrigada por ter me descoberto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário